keyboard_arrow_down Rolar rodapé

Notícias / Agricultura e Meio Ambiente / 14 de agosto de 2020 às 11:30

Produtores não precisarão mais vacinar gado contra aftosa

Produtores não precisarão mais vacinar gado contra aftosa
Produtores não precisarão mais vacinar gado contra aftosa

Com o Município em Estado livre da doença, cada produtor deve economizar pelo menos 3 reais por ano com cada animal 

 

Os produtores de gado (bovino e bubalino) de Harmonia não precisarão mais vacinar seus rebanhos contra a febre aftosa. Isso porque, a partir do dia 1º de setembro, o Rio Grande do Sul passará a ser considerado oficialmente Estado livre da doença, conforme a Instrução Normativa (IN) 52, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A medida foi publicada no último dia 11 e a decisão vai valer também para o Paraná, Rondônia e regiões dos Estados do Amazonas e de Mato Grosso.


Conforme o secretário de Agricultura de Harmonia, Renê Moscon, o município tem cerca de três mil bovinos e a decisão deve representar uma economia de pelo menos 3 reais por cabeça de gado. Dinheiro que representa um custo das vacinas, que eram aplicadas em duas doses.


As entidades agropecuárias do Rio Grande do Sul aprovaram a medida. Da Segundo, o secretário da agricultura gaúcho, Covatti Filho, em uma entrevista para o programa Tá na Mesa, da Federasul, a retirada das vacinas contra a febre aftosa trará ao Estado uma economia de R$ 200 milhões ao ano.

Deixe seu comentário sobre essa notícia

Últimas notícias

+ Notícias