keyboard_arrow_down Rolar rodapé

Notícias / Cultura, Turismo e Desporto / 12 de abril de 2022 às 23:22

Trajes oficiais das soberanas da 10ª Früchtefest são apresentados à comunidade

Trajes oficiais das soberanas da 10ª Früchtefest são apresentados à comunidade
Trajes oficiais das soberanas da 10ª Früchtefest são apresentados à comunidade
 
Cultura, economia, natureza, alegria e energia. Todas estas características, típicas do povo harmoniense, estão presentes nos trajes oficiais das soberanas da 10ª Früchtefest, apresentados oficialmente à comunidade na noite desta terça-feira, dia 12 de abril. Em evento realizado no Ginásio Municipal Edgar Roberto Fink, a rainha Gabriele Kremer e as princesas Eduarda Hilgert e Marília Burg vestiram os trajes pela primeira vez e desfilaram sob aplausos do público, que se fez presente em bom número no local.
 
Participaram da programação, o prefeito Ernani Forneck, o vice-prefeito e presidente da festa, Leozildo Rodrigues Lira, secretários municipais, vereadores, patrocinadores do Baile de Escolha das Soberanas, representantes de entidades e empresas locais, além da comunidade de Harmonia. Em seus pronunciamentos, tanto Ernani, como Leozildo, destacaram o orgulho que sentem por viver no município e trabalhar pelo desenvolvimento contínuo da cidade. Falaram ainda da expectativa que ambos têm pela realização da Früchtefest, além de anunciarem mais detalhes da programação do evento, marcado para os dias 15, 16, 17, 22, 23, 24 e 25 de julho deste ano.
 
Os trajes das soberanas foram concebidos pela Comissão Organizadora da 10ª Früchtefest, desenhados pelo professor Johnatan Rauber, confeccionados em Caxias do Sul pela costureira Diva Araldi e bordados por Vilma Perini. Eles foram confeccionados nos últimos dois meses e valorizam cada detalhe da comunidade.
 
O traje da Rainha remete à cor da maior soberana da festa: o tom alaranjado faz alusão à laranja e a bergamota. Em seu traje e nos bordados carregados pela rainha, se tem a representação de todos os citros que são produzidos pelos agricultores de Harmonia.
 
O tom alaranjado, além da referência às frutas da festa, também representam a alegria, a energia e vibração, essências estas de n comunidade e da festa maior de Harmonia. Nas mangas e na barra do vestido estão rendas bordadas, tradição germânica trazida ao Brasil pelos colonizadores, e que eram usadas sobre as mesas das refeições em dias de festas e encontros familiares. Os bordados são adornados com arabescos dourados, típicos da realeza.
 
Os bordados dos trajes de princesas Eduarda Hilgert e Marília Burg, assim como da rainha, celebram os símbolos máximos da Früchtefest, os citros. Os bordados são entrelaçados com vitrilhos e bordados dourados e fazem alusão às cestas que são utilizadas para levar as frutas do interior das plantações até os pontos de seleção e venda.
 
A princesa Marília Burg veste a cor marrom, que representa a terra, tão rica e fértil em terras harmonienses. É da terra que as sementes germinam, é da terra que a economia de Harmonia se desenvolve, é da terra que as famílias de Harmonia tiram seus sustentos e levam saúde à diferentes lugares do Estado e país. A cor marrom representa em sua essência a tradição, a solidez, a segurança e o trabalho.
 
A princesa Eduarda Hilgert veste a cor verde, que representa a natureza de região, daquela que emoldura os montes e vales e, mais que isso, representa a vida dos frutos e suas folhas durante todo o seu processo de maturação. A cor verde essencialmente traz alusão à juventude, à esperança, ao crescimento e a plenitude. A rainha e as princesas vestem renda, um delicado tecido utilizado em muitos momentos da vida nas colônias germânicas e que, com certeza, estão presentes na memória de antepassados e nos enxovais das moças e senhoras de Harmonia.
 
(Fotos: Klassmann Assessoria e BD Branding)

Deixe seu comentário sobre essa notícia

Últimas notícias

+ Notícias