keyboard_arrow_down Rolar rodapé

Notícias / Saúde / 26 de janeiro de 2024 às 09:39

1.698 pessoas faltaram a consultas médicas em 2023  

1.698 pessoas faltaram a consultas médicas em 2023   
1.698 pessoas faltaram a consultas médicas em 2023  

Um levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Saúde aponta um dado preocupante, que demonstra falta de conscientização e empatia com o próximo. Ao longo de 2023, 1.698 pessoas faltaram a consultas médicas agendadas no Centro Municipal de Saúde. Ao todo, no período, 14.948 atendimentos foram realizados no espaço, o que inclui desde consultas com médicos gerais até especialistas nas áreas da odontologia, nutrição, ginecologia, psicologia, psiquiatria, pediatria, fonoaudiologia, fisioterapia e neuropediatria.

 

Conforme os gráficos apresentados pela Secretaria de Saúde, o maior número de faltas em consultas agendadas ocorreu com profissionais da psicologia e nutrição. Também há um expressivo número de faltas em atendimentos nas áreas da fonoaudiologia e psiquiatria. Consultas com clínicos gerais, ginecologistas e dentistas aparecem logo depois.  

 

Segundo a secretária municipal de Saúde, Simone Klassmann, o alto número de faltas assusta e preocupa. ‘Essas 1.698 pessoas que deixaram de vir acabaram deixando de dar lugar a alguém que poderia ter consultado neste mesmo dia’, lamenta. ‘Somente em dezembro foram 144 faltas. É um índice muito expressivo’, acrescenta.

 

Além disso, conforme a secretária, apesar do Centro Municipal de Saúde oferecer grande parte destas consultas de forma semanal, há sempre muita demanda para ser atendida. ‘Dificilmente há horários vagos nas consultas com os profissionais das especialidades, então além de ser uma falta de consideração com o profissional, a não vinda à consulta faz com que um munícipe tenha que esperar mais dias para consultar’, destaca.

 

Para chamar a atenção dos cidadãos e cidadãs, na recepção do Centro Municipal de Saúde, há um cartaz que aponta o número de faltas a consultas, que é atualizado mensalmente. ‘É uma forma de conscientizar a todos que essa falta, pode fazer falta a alguém’, finaliza Simone.

Deixe seu comentário sobre essa notícia

Últimas notícias

+ Notícias